02 setembro 2013

Filme: O Impossível | Resenha

| |
Olá pessoal, como foi o início de Setembro pra vocês? O meu foi ótimo.
Nota: Comprei o livro A Culpa é das Estrelas!
Bom, hoje vim fazer uma resenha do filme O impossível, um filme que assisti (para fazer uma resenha, sim) na aula de Português (risos). Nunca fiz resenha de filmes aqui no blog, então esta é uma coisa nova por aqui, e que provavelmente vá acontecer mais vezes.

Sinopse: O casal Maria (Naomi Watts) e Henry (Ewan McGregor) está aproveitando as férias de inverno na Tailândia junto com os três filhos pequenos. Mas na manhã de 26 de dezembro de 2004, enquanto curtiam aquele paraíso após uma linda noite de Natal, um tsunami de proporções devastadoras atinge o local, arrastando tudo o que encontra pela frente. Separados em dois grupos, a mãe e o filho mais velho vão enfrentar situações desesperadoras para se manterem vivos, enquanto em algum outro lugar, o pai e as duas crianças menores não têm a menor ideia se os outros dois estão vivos. É quando eles começam a viver uma trágica lição de vida, movida pela esperança do reencontro e misturando os mais diversos sentimentos.




Quando lidamos com um filme que é baseada ou é uma história real nossa perspectiva não tem de parar apenas na produção do filme, temos que parar para pensar. "Poxa, esta é uma história real... Cara, que coragem!". Não estou falando de me imaginar lá, mas meu ponto crítico tem que mudar de lado, e analisar muito bem a obra.
Gostei muito do filme, e creio que depois de uma sinopse dessas não é necessário falar muito da história em si. A produção do filme me parece boa, e conseguimos ao menos por um instante acreditar nas dores e nos imaginarmos no lugar do personagem. Afinal, creio que não sobreviveria de algo como uma tragédia destas.
Vimos também que o desenvolvimento dos personagens na história é algo surpreendedor. Maria, a mãe, continua com sua personalidade forte, nunca desiste, mas não perde seu medo. E seu filho, antes muito egoísta, ao conforme da história se transforma em um menino corajoso, carinhoso, entre outras coisas que basicamente mudaram seu olhar.
Nosso olhar começa mesmo a mudar ao meio da história, algo que não vou falar muito pra vocês, não quero dar spoiler. Mas esta é uma história brilhante e marcante para um filme.
O final é feliz, e por mais que em partes eu tenha ficado com raiva, e creio que quando vocês assistirem vão me entender, e aquela família poder estar ali mas não ter mais ações me decepcionou um pouco, mas assistam o filme e critiquem da forma que bem entenderem.

Falar de um filme é mais difícil que pensava, mas está aí. Bom, vamos dizer que o filme é bom, eu ao menos gostei mais do que vi em alguns sites de críticas, pois parar pra pensar que uma história dessas é real, aumenta seus pontinhos. É isso, assistam, tenho certeza que acham ele por aí, beijos.
Nota: 4/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário