06 janeiro 2014

Resenha: O Bisturi de Ouro - Chaiene Santos

| |
Olá gente, tudo bom? Terminei o ano de 2013 com a leitura de O bisturi de Ouro, do autor parceiro, Chaiene Santos. Agora, como uma boa parceira que sou, está na hora de fazer a primeira resenha literária de 2014!


Sinopse: Um médico se torna um dos melhores cirurgiões de sua época. Apesar de ter tido uma infância pobre, Eduardo sempre se dedicou aos estudos, seguindo os conselhos de sua mãe que era muito inteligente e conseguia enxergar o futuro com os olhos da sabedoria. No começo, seu pai não lhe dava apoio. Todavia, ele entendeu que o desejo penetrado no coração do jovem estudante era uma mola propulsora que o faria alcançar o seu objetivo e passou a apoiá-lo com os poucos recursos que possuía. O médico enfrentará um inimigo homicida, escondido sob o manto da amizade. Este mata a pessoa que Eduardo mais ama na vida e depois de descobrir a culpa do “amigo”, terá de enfrentar um grande dilema: o desejo de vingança ou de perdão.

Eduardo era um jovem crente de si. Seu sonho, e o sonho de sua mãe, era que ele se tornasse um médico, assim tendo que cursar a faculdade, que lhes parecia um sonho impossível. Era preciso muita luta para que isto um dia acontecesse, então menino, Eduardo estudava com grande gosto, e se envolvia de tal maneira nas matérias da escola que era reconhecido pelos professores, tendo elogios.
Eduardo teve a chance de estudar durante um ano em uma escola particular, no qual ele se dedicou bastante, sendo reconhecido da mesma forma. Mas lá ele conheceu Glauco, filho de um homem rico, um garoto que por sua vez era muito inteligente, mas que por dificuldades nas matérias acabou sendo esquecido pelos professores (digamos assim), até que Eduardo chegou na escola, deixando Glauco com inveja. Ele zombava muito de Eduardo, até que decidiu um dia se "tornar amigo" de Eduardo.
Eduardo cresceu com este sonho de se tornar médico, e sua mãe trabalhava como costureira para guardar renda para pagar sua faculdade e fazer deste sonho uma realidade. Mas algo aconteceu! Dona Catarina, mãe de Eduardo, foi assassinada. Ou melhor, alguém haveria cometido um latrocínio ali, mas quem seria? E as esperanças de Eduardo foram pro saco.
Mesmo com a vida sofrida, com dois irmãos e um pai para ajudar, Eduardo teve de continuar a vida com seu sonho de ser médico apenas para as horas de sono, pois ele teria de trabalhar. Estudando em escola pública de noite, e trabalhando na fábrica de dia, ele manuseava peças com perfeição, aquelas mãos eram de ouro.
Sem esquecer do pequeno romance que Eduardo vivia. Ele, desde o início da adolescência, era apaixonado por Helena, um amor nunca substituído, mas teve de deixa-la ir. Helena teve de deixar seu amor para viver em São Paulo, já que seu pai foi despedido, e aquele bairro era para os trabalhadores de uma fábrica. Mas Eduardo só pensava em Helena, e tentava esquecer-se dela. Mas Eduardo não esquecia.

" A espera será como a de quem morreu naquela rodoviária, sem dar-se conta de sua morte. A paixão viva, vermelha carmim, como algo que pulsa feito sangue num espaço abrangente de seu ser. "

Mas em torno de toda esta estória e o desenrolar, Eduardo nunca desistiu, e teve uma chance. E do bom uso desta chance ele teve de tomar a decisão, "o desejo de vingança ou de perdão".

Tive uma boa experiência com O Bisturi de Ouro. A escrita do autor é boa e leve, e como o livro não é tão grande, a leitura flui rápida e não nos cansa. O livro é escrito em terceira pessoa, e normalmente entre alguns capítulos vemos a escrita na visão de uma outra pessoa (sem ser Eduardo), mas ainda deixa um mistério da estória no ar, algumas dúvidas, e outras apostas em personagens (se vocês são como eu).
Em algumas partes do livro encontramos versículos bíblicos, mas não atrapalha a leitura, e normalmente são incentivos que eram dados por Dona Catarina para Eduardo. Além disto o livro contém trechos maravilhosos de incentivo e tudo mais.
Adorei como o título foi posto no livro, é algo bem interessante, e antes de eu saber o motivo do título do livro ter aquele nome eu ficava "mas por que bisturi...?".
O livro com a sinopse nos engana. Pensei que poderia contar a estória de um médico e sua esposa (pois bisbilhotei páginas antes de ler, mas não conta pra ninguém). Mas nas páginas encontramos uma pessoa que ainda está formando sua vida, de criança, até velha.
O livro começa em 1975, com Eduardo com 11 anos. Então vemos a preocupação do autor em fazer um diálogo coerente ao tempo que estão passando. No início, quando cheguei ao diálogo, achei muito formal para com quem ele estava falando, mas me lembrei de quando o livro se passava, oque não tem lá diferenças, mas o dialogo foi uma preocupação á mais.
O livro está bem bonito, no começo achei que a capa não teria muita relação com o livro em si, mas me enganei, e já que ela está bem bonita, vale a pena. A diagramação está super fofa, e apesar de simples, eu gostei bastante dos inícios de capítulo.
A revisão está boa, não encontrei erros, pelo que me lembro, e me deu até gosto de ver, pois o máximo foi algum erro de espaçamento ou uma letra trocada (digo, creio que só encontrei isto uma vez, não se preocupem).

Como eu coloquei no histórico de leitura, no skoob, "acompanhamos um romance adolescente que prevaleceu quando adultos, um caso policial se resolvendo e um suspense no ar envolvendo Eduardo, Glauco e alguns mascarados perseguidores", fica no ar aí. Ah, e olhem no link do Buscapé, o livro anda bem barato em algumas lojas! Beijos ♥ 
Onde Comprar: Buscapé
Skoob: aqui | Editora: Novos Talentos da Literatura Brasileira | ISBN: 9788542800562 | Ano: 2013 | Páginas: 208

4 comentários:

  1. Adorei a resenha!

    http://www.papodemeninasaer.com/

    ResponderExcluir
  2. .A capa m ganhou, pois aguçou minha curiosidade.Aí fui lendo sua resenha...e minha nossa..que livro perfeito..amo romances policiais e já me vejo devorando esse.. adorei.. Necessito urgentemente ler e ter esse livro..
    Bjs e parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, acredito que você já saiba que está rolando sorteio dele!
      Beijos e obrigada ♥

      Excluir