05 fevereiro 2015

Quadrinhos

| |


Oi gente!
Então, hoje eu vou falar sobre quadrinhos. E bem, vou falar a respeito de um dos meus autores favoritos que chama-se Will Eisner e eu espero muito que vocês já tenham ouvido falar a respeito dele porque o cara é um gênio dos quadrinhos. Foi umas das melhores coisas as quais eu já fui apresentado.
William Erwin Eisner nasceu no Brooklyn, Nova York no dia 6 de março de 1917 e foi um famoso e renomado quadrinista americano, que durante seus mais de 70 anos de carreira, atuou em diversas áreas que incluem como desenhista, roteirista, arte-finalista, editor, cartunista, empresário e publicitário.
Até 1939, Eisner criou diversas séries como a história de piratas Hawks of the Seas.
Ao fim da década, Eisner e Iger dividiram sua sociedade. Iger passou a ser diretor de publicações da editora Fiction House, e Eisner passou a criar quadrinhos para a Quality Comics Group. Criou o personagem Doll Man e os da série Falcão Negro, ambientada na 2a Guerra Mundial. Dali, começou a produzir histórias no formato de 16 páginas do suplemento dominical dos jornais, onde apareciam sempre três histórias de várias páginas cada uma. Sua estréia foi em 2 de junho de 1940, e no princípio incluía The Spirit, Lady Luck e Mr. Mystic.
 Enquanto desenhava The Spirit, Eisner Fundou a American Visuals Corporation, empresa dedicada a criação de comics, vinhetas humorísticas e ilustrações.. o que acabou fazendo ele se afastar da criação de histórias. Apenas quando o Olaf Stoop, um grande editor holandês, reeditou The Spirit no começo dos anos 70, Eisner voltou a interessar-se pela criação de histórias em quadrinhos.
A primeira história dele em quadrinho foi por coincidência a primeira história que ele escreveu após sua volta ao mundo dos quadrinhos.
O nome do livro é Um Contrato Com Deus e conta histórias da vida no Bronx nos anos 30 , algo bem feito e muito gostoso de ler. E essa também foi a sua primeira graphic novel do gênero que consiste em quatro histórias.
Após Um Contrato Com Deus, Eisner prosseguiu criando graphic novels com regularidade, como Life Another Planet de 1978, The Dreamer de 1986, The Building de 1987, In The Heart Of The Storm de 1991, Invisible People de 1991-92 entre outros. Um mês antes de morrer concluiu sua obra mais política, que é um ensaio gráfico sobre a história do livreto Os Protocolos dos Sábios de Sião e o nome do livro é A Conspiração de 2005.
Eisner veio para mostrar que histórias em quadrinhos não são meio de entretenimento apenas para crianças e adolescentes
Will morreu em 3 de janeiro de 2005 na Flórida, após complicações cardíacas devido á uma cirurgia feita em 22 de dezembro.
Eu particularmente sou muito fã do trabalho de Will Eisner, gosto muito do modo como seus livros foram construídos e acredito que todos que tem a oportunidade de conhecer o trabalho dele, saem sempre com uma impressão boa.
Espero que vocês o coloquem na sua lista de próxima aquisição e acreditem os livros dele não são caros e compensam muito.
Abraços

Nenhum comentário:

Postar um comentário